sábado, 21 de junho de 2008

Amai-vos, Como Eu Vos Amei. (Jo 15,12)

Quero hoje partilhar um poema que me chegou às mãos já há algum tempo. Que ele faça transbordar o Amor de Deus em todos os corações.

"No grande palco do mundo,
quantos dedos a apontar,
quantas vozes a gritar:
este é ladrão, aquela é drogada,
aquele é vagabundo, esta é prostituta,
aquele é bêbado, aquela é adúltea!

E não há ninguem que grite:
este é faminto de amor,
aquela é faminta de compreensão,
este e aquela são famintos de felicidade,
aquele... aquele... todos esses... são meus irmãos

A tua voz, Senhor, continua a ecoar:
"Amai-vos como Eu vos amei!"

Os Teus gestos e atitudes,
as Tuas palavras e acções,
a Tua vida e a Tua morte
foram marcadas pelo Amor.
Tu sabias ouvir e acolher a todos,
sabias compreender e amar a todos!
Dá-nos, Senhor, este Teu jeito de amar,
coloca em nós este sinal dos Teus discípulos.

Então, nascerá a nova humanidade
fundada na força do Amor.

Então, desaparecerão barreiras e divisões
e todos os homens reunir-se-ão
na grande festa da família dos Teus filhos."

3 comentários:

Anónimo disse...

Sr.enginheiro não se enganou nos estudos

Anónimo disse...

amei essa reflexão e muito boa pra pessoas que gostam de julgar os outrois sem conhece-las...

Anónimo disse...

gosto particulamente esta reflexão... pois faz-nos pensar que ás vezes julgamos as pessoas, sem primeiro as conhecer.." julga-se o livro pela capa"